A teia das relações “seria mais harmoniosa” se fosse pautada pela verdade | Diocese Bragança-Miranda

O bispo emérito de Bragança-Miranda, D. António Montes, disse na celebração da sexta-feira da Paixão do Senhor que a teia das relações “seria mais harmoniosa se fosse sempre pautada pela verdade, a justiça, o amor e a paz”.

“É este o padrão que deve orientar e reger a nossa vida no relacionamento interpessoal”, sublinhou na homilia D. António Montes.

Tal norma de atuação vale também no plano das sociedades e das nações, se aí “reinassem sempre a verdade, a justiça, o amor e a paz, o mundo de hoje seria bem diferente, para melhor, como infelizmente mostra a dramática situação que vivemos agora na Europa com a guerra na Ucrânia”, realçou o prelado.

Texto: Luís Filipe Santos in Agência Ecclesia

Fotografia: Bruno Luís Rodrigues/Secretariado diocesano das Comunicações Sociais