Palaçoulo | Processo de construção do Mosteiro Trapista prossegue a bom ritmo | Diocese Bragança-Miranda

O processo de construção do Mosteiro Trapista Santa Maria Mãe da Igreja, em Palaçoulo, prossegue a bom ritmo.

De 22 a 26 de maio, em Palaçoulo e Miranda do Douro, decorreram reuniões técnicas em ordem à preparação do início das obras. Além da equipa projetista liderada pelos arquitetos Pedro Salinas Calado e Pedro Abreu, também 3 monjas de Vitorchiano (Itália), estiveram presentes.

"Se Deus quiser esperamos, ainda este ano, e em breve, ter reunidas as condições para o início da obra", refere o Padre António Ferreira Pires, Pároco de S. Miguel de Palaçoulo e Procurador das monjas em Portugal.

À margem das reuniões, as monjas italianas tiveram oportunidade de participar nas eucaristias com as comunidades de Palaçoulo, Sendim e Duas Igrejas, bem como conhecer de perto a realidade das instituições existentes na Unidade Pastoral da Santíssima Trindade. Foram recebidas pelo Presidente do Município de Miranda do Douro, nos Paços do Concelho, numa cerimónia onde também estiveram presentes: o Bispo Diocesano, o Pároco de S. Miguel de Palaçoulo e o Presidente da Freguesia de Palaçoulo.

A semana também ficou marcada pelo anúncio, em vídeo, da existência de água (a 110 metros de profundidade) no Alacão, lugar onde vai ser construído o Mosteiro. Confira o vídeo em: https://youtu.be/N3iPR7tnuRg

 

Bruno Luís Rodrigues/Secretariado Diocesano das Comunicações Sociais