Dioceses formam seminaristas para o “envio” | Diocese Bragança-Miranda

As Dioceses de Bragança-Miranda, Guarda, Lamego e Viseu assinalaram a memória dos mártires S. Cosme e S. Damião, com a Abertura Solene do novo ano letivo do Seminário Maior Interdiocesano de S. José, em Braga.

O programa começou com uma reunião de trabalho matinal presidida pelos bispos das 4 dioceses, na qual a equipa formadora apresentou o programa do presente ano e os novos membros da comunidade.

Seguiu-se um almoço convívio, no qual também esteve presente o Arcebispo Primaz de Braga, D. Jorge Ortiga, como sinal de comunhão entre as várias igrejas particulares.

Como os seminaristas são também agentes da sua própria formação tiveram oportunidade de dialogar com os senhores bispos e manifestar-lhes as suas expetativas.

«O acompanhamento não é só da equipa formadora mas também dos bispos diocesanos aos quais os seminaristas se dão a conhecer e mostram conhecer-se a si próprios», salienta o Pe. António Magalhães, reitor do Seminário.

Na Eucaristia de encerramento, aludindo à Ratio Fundamentalis onde se alicerca o Projeto Formativo, D. Manuel Felício, Bispo Moderador neste Ano Pastoral, incentivou os seminaristas a prepararem-se «para o envio procurando o bem das pessoas. Neste percurso a palavra de Deus é uma alavanca para a nossa vida», salientou.

Para o bispo da Guarda, a formação para a interioridade deve ser feita através da oração silenciosa e «a teologia não pode ser só estudar para a pauta», alertou.

Frequentam atualmente este «laboratório de comunhão», tal como referem os prelados das dioceses envolvidas, 18 jovens: 7 de Bragança-Miranda, 2 da Guarda, 4 de Lamego e 5 de Viseu.

A equipa formadora é constituída pelo Pe. António Magalhães (reitor, Diocese de Bragança-Miranda), pelo Cón. Jorge Seixas (Diocese de Viseu), pelo Pe. Bráulio Carvalho (Diocese de Lamego) e pelo Pe. Serafim Reis (Diocese da Guarda).

 
Notícia atualizada em 03.10.2018 às 10h50.