2017-2018 | Ano do Batismo (plano de atividades mensal está disponível em www.pastoralbm.com) | Diocese Bragança-Miranda

O primeiro ano do itinerário do projecto pastoral 2017-2020 começa com o apelo singular de Jesus a cada um de nós “Se conhecesses o dom de Deus” (Cf. Jo 4, 5-42). Nos Evangelhos sinópticos Jesus é apresentado como Mestre em convivência com as multidões, no Evangelho de João sobressai a relação pessoal onde o Senhor vai promovendo a Sua revelação progressiva. Jesus estabelece um roteiro de diálogo, íntimo e fecundo, com o seu interlocutor. Jesus apresenta-se como próximo, compreensivo, conhecedor da pessoa e dos seus contextos quotidianos, mas, também, consciente da Sua missão de Redentor da humanidade. Mas muitos cristãos só conhecem o Evangelho “em segunda mão” vivendo privados do contato direto com as Palavras de Jesus.

Ele é o Dom de Deus à humanidade que encarnou, manifestou-Se como Luz de todos os povos, morreu e ressuscitou para nos salvar. É este Dom que se desvela e nos convida a entrar no Seu coração para O podermos conhecer, mas que por vezes encontra o caminho bloqueado, sem espaço nem tempo, para a familiaridade com as pessoas de hoje. O Evangelho é Jesus Cristo, a Sua vida e mensagem, a Sua morte e ressurreição. O Evangelho é a grande força que impele e dinamiza as comunidades e o principal instrumento da renovação que necessitamos

Ao longo deste ano é feito o convite a percorrermos sapiencialmente o coração de Jesus. A atitude assumir deve ser de “buscadores” da beleza amorosa indizível de Jesus Cristo para saboreamos como Ele é o bom Pastor que conduz as Suas ovelhas às nascentes de água viva e de entender e organizar as unidades pastorais como ambiente onde, em primeiro lugar, se acolhe o Evangelho de Jesus Cristo e se facilita a experiência imediata e direta com a Palavra da Salvação que responde às necessidades mais profundas das pessoas (Cf. EG 265). Iniciaremos um processo de aprendizagem e (re)nascimento para a fé na relação com a memória de Jesus tal como Ele era recordado, acreditado e amado pelos Seus apóstolos que nos incluirá numa dinâmica de identidade e seguimento no estilo de vida de ser, agir e viver como o Senhor.

Fontes bíblicas

«Se conhecesses o Dom de Deus» (cf. Jo 4, 5-42)

Sacramento

Batismo

Dimensão pastoral

Neste primeiro ano há três etapas ininterruptas de evangelização:

  1. A pergunta chave “quem é Jesus Cristo?”. A profissão de fé consciente, livre e comprometida exige um percurso de procura no silêncio e na escuta, de oração pessoal e de celebração comunitária da fé, de conversão de falsas imagens de Deus e à escrita de uma história de fé no encontro com Ele.
  2. A estratégia pastoral é a do despertar a fé [audaz anúncio] pelo anúncio qualitativo “Jesus Cristo ama-te, deu a sua vida para te salvar, e agora vive contigo todos os dias para te iluminar, fortalecer, libertar” (EG 164) que interpele as consciências acomodadas de tantos cristãos apáticos na vivência do seu batismo, fomente o desejo de aprofundar o conhecimento do Senhor, leve ao diálogo com as pessoas que procuram de boa vontade Deus e eduque consciências para optarem pelos valores do Evangelho.
  3. A meta do caminho interior e comunitário percorrido será uma grande festa arciprestal, orientada pelas coordenadas do tríplice múnus, com a coordenação activa e responsável dos organismos arciprestais de pastoral, envolvimento e participação de todo o arciprestado e que culminará na Eucaristia com a entrega dos Evangelhos pelo Bispo diocesano aos párocos e por estes aos fiéis das suas comunidades.

Prioridades pastorais

Múnus sacerdotal

  1. A celebração litúrgica do Domingo, o fundamento e o centro do Ano Litúrgico;
  2. A adequada e profícua preparação para celebração dos Sacramentos.

Múnus profético

  1. A valorização da escuta e a proclamação da Palavra
  2. Uma catequese de encontro com Jesus Cristo e de vinculação à comunidade cristã

Múnus real

  1. A pastoral de “saída” aos doentes, aos idosos, aos mais frágeis da sociedade
  2. As estruturas de comunhão e missão da Igreja na Diocese, Arciprestado e Unidade Pastoral

Estratégias

  1. Apresentação do itinerário catecumenal [Conselho Pastoral da Unidade Pastoral];
  2. Constituição de comunidades de iniciação cristã que na sua formação teriam como base o livro “Catequeses para a Iniciação Cristã de Adultos” SNL;
  3. Valorizar os tempos fortes da Liturgiacriando uma etapa centrada no mistério da fé que se celebra [Deus que vem, a encarnação, a manifestação];
  4. Celebração solene da Vigília Pascal em todas as Unidades Pastorais;
  5. Peregrinação à fonte baptismal (Pia) onde cada um foi batizado
  6. Recordação e celebração do aniversário do Dia do Baptismo
  7. Memória dominical do Baptismo com o rito para a aspersão dominical da água benta (ver Missal Romano)
  8. Anúncio do Kerygma em acções realizadas em espaços públicos

Descrição do símbolo

Este símbolo, na continuidade dos anos anteriores, foi desenhado por Tânia Pires com a colaboração da Equipa de Imagem da Vigararia para Ação Pastoral.

Respostas à Oração Universal

Plano de atividades mensal está disponível na Página da Vigararia para a Ação Pastoral.

Última atualização em: 02.12.2017.